Fotografo: (MAURIX/Gamma-Rapho/Getty Images)
...
Presidente da Venezuela disse que escreveu ao Vaticano no início de fevereiro pedindo ajuda e mediação para crise

papa Francisco enviou uma dura resposta ao pedido de mediação da crise nacional feito pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Em uma carta obtida pela imprensa italiana, o sumo pontífice recorda que em negociações anteriores o chefe de Estado quebrou todos os compromissos estabelecidos.

Segundo o jornal Il Corriere della Sera, Francisco respondeu à solicitação de Maduro para que o Vaticano sirva de mediador nas negociações entre o governo e a oposição em uma carta dirigida à “Sua Excelência o Sr. Nicolás Maduro” e não ao presidente, como é costume em documentos do tipo.

A veracidade da mensagem, datada de 7 de fevereiro e enviada pelo papa argentino, não foi confirmada nem negada pelo porta-voz interino do Vaticano, Alessandro Gisotti, que assegurou que se trata de uma “carta particular”.

“Infelizmente todas as tentativas (de mediação) foram interrompidas porque o que foi decidido nas reuniões não foi seguido por gestos concretos para alcançar os acordos”, lamenta o papa argentino na carta, segundo o resumo do jornal.

O conteúdo do texto seria uma resposta dura e decisiva do pontífice argentino ao pedido de mediação feito no início de fevereiro por Maduro para interceder na crise venezuelana.