Fotografo: Divulgação
...
Ilustração

 
 
 
Caminhões de combustível ficaram sem poder circular, durante a greve, prejudicando o abastecimento 
RIO - A greve dos caminhoneiros iniciada em 21 de maio derrubou o resultado da produção industrial daquele mês, divulgou o IBGE na manhã desta quarta-feira. A queda foi de 10,9% de em relação ao mês anterior.
 
A maior desde dezembro de 2008, quando foi de 11,2%. Em relação a maio de 2017, o tombo foi de 6,6%. É o maior recuo desde outubro de 2016. Com esses dois resultados, em maio o acumulado do ano, que no mês anterior era de expansão de 4,5%, caiu para 2%. Os economistas consultados pela Bloomberg apontavam recuo de 13,4% em relação a abril e de 10% na comparação com maio de 2017.