Fotografo: Reprodução
...
Sem Legenda

Quase 200 famílias serão beneficiadas, direta e indiretamente, com a abertura da agroindústria de beneficiamento de frutas na comunidade de Vila São Manoel, na zona rural de Moju, no nordeste paraense. A inauguração aconteceu neste sábado (16), e contou com a presença do governador do Estado, Helder Barbalho, e da prefeita do município, Nilma Lima.
 
Manoel de Almeida, um dos beneficiados, falou da alegria em ver o empreendimento sendo inaugurado e da expectativa em uma vida melhor. “Para nós é motivo de muita alegria hoje fazer a inauguração dessa agroindústria que estávamos esperando desde 2011, para que possa atender o anseio da comunidade. Nós hoje aqui vendemos o produto in natura para atravessadores. Com essa agroindústria, vamos agregar valores ao nosso produto para que nós possamos competir e aí sim dar uma vida melhor, uma vida digna pra nossas famílias”, contou o agricultor.
 
O empreendimento, com potencial econômico significativo, foi possível graças a investimentos do Programa Pará Rural, do Governo do Estado, e deve gerar emprego e renda, beneficiando centenas de famílias de 15 comunidades quilombolas de Jambuaçu, uma delas é a comunidade de Vila São Manuel, onde a agroindústria está sediada.
 
O chefe do poder executivo, Helder Barbalho, falou da importância que a agroindústria terá para a comunidade quilombola. “Com o cultivo das frutas aqui será possível que seja construída uma nova história nessas comunidades, para que não tenhamos apenas a plantação e a extração, mas também a exportação, para que assim possamos agregar valor, produzir e verticalizar esta produção, gerando emprego, renda e garantindo que a comunidade possa ter desenvolvimento”, destacou.
 
A perspectiva é que uma associação de produtores rurais da região seja criada para desenvolver e organizar a agroindústria, fornecendo em breve sucos naturais para compor a merenda escolar de Moju e ainda atendendo o mercado local.
 
Para a prefeita municipal de Moju, Nilma Lima, é de suma importância para a comunidade rural e quilombola a inauguração dessa agroindústria, pois é a realização de um grande sonho. Nilma falou que há anos o município não recebia investimentos e incentivos, mas que agora com a união do poder municipal e do governo, o cidadão mojuense pode esperar uma nova era.
 
PARÁ RURAL - O Pará Rural é um programa do Governo do Estado do Pará que visa o aumento da renda e a melhoria das condições de vida das comunidades rurais mais pobres, promovendo a inclusão social e produtiva da população que vive abaixo ou na linha da pobreza.
 
O Programa Pará Rural pretende contribuir na redução da pobreza de duas formas:  primeira é dando suporte em processos de desenvolvimento socioeconômico, fazendo com que comunidades pobres (rurais) e organizadas identifiquem suas necessidades prioritárias de investimentos para superação das condições de pobreza em que vivem, preparando propostas de subprojetos, das quais, uma vez aprovadas, são executadas, mantidas e operadas pelos próprios beneficiários.
 
A segunda tem por objetivo fortalecer as instituições do Estado responsáveis pelo ordenamento e gestão territorial, orientando-as para o uso sustentável dos recursos naturais, principalmente no que diz respeito à gestão fundiária e à gestão ambiental.
 
Felipe Picanço, gerente executivo do Pará Rural, fala que através da parceria com a Emater e a Sedap, todos os projetos que tinham executado e os que faltavam executar foram previamente estudados. “Chegamos a conclusão que ainda faltavam alguns detalhes para a agroindústria do Moju, dentre eles, a entrega e a visitas nos sistemas agroflorestais (Saf), que todos têm nas comunidades. Daí chegou-se a conclusão que era preciso entregar o mais rápido possível para beneficiar as comunidades. Essa agroindústria irá trabalhar com a polpa de fruta do cacau, da banana, do abacaxi, do açaí e do cupuaçu. Justamente o Pará Rural foi criado  para atender o pequeno agricultor, abaixo da linha da pobreza, onde podíamos visar a melhor qualidade de vida da população, o que é o caso da comunidade desta zona quilombola rural daqui de Moju”, disse.
 
Também participaram da inauguração o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará, Dr. Daniel Santos, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração, Energia e Turismo, Iran Lima, o secretário de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Hugo Suenaga, a presidente da Emater, Cleide Amorim e demais autoridades.